Aqui onde a vida dobra a esquina, a gente se fala... e se refugia do desinteressante...
Porque tudo é uma questão de opção. Assim podemos ser cidadãos do mundo, carregando sóis gelados e luas coloridas. Podemos ter olhos para o bem estar alheio e estocar imensos pacotes de riso fresco. Não se iludir... mas fantasiar. Ser um sim dos momentos vagos, um enorme talvez das possibilidades. Enxergar tudo que gostamos e "passar batido" pelo que não apreciamos. Ser de empréstimo, de "por acaso", eternos olás de distribuição gratuíta ou pequenos adeuses restritos... Ser um moinho de vento. Até quem sabe, e por que não, o último biscoito do pacote?

21 de set de 2009

BEL DE SANIBEL


Tanto tempo, tantas memórias lindas, tantas saudades!!!!!
Pessoinha linda, pena que não tenho uma bela foto dela (e mesmo que eu tivessse não acredito que ela me daria autorização pra colocar na internet...)
Então vai essa coisinha bem pequenininha, que só eu posso enxergar que é ela (não sei nem se ela se enxergaria aqui rs).
Pois é, a Belzinha de Sanibel, essa pantera amarela, rosa-bebê, fez aniversário dia 06/09 e quero que meu abraço apertado, abraço antigo e ainda assim caloroso, regado a lágrimas de saudade, de alegria (porque não é todo dia que a gente tem uma amizade como essa!), pois bem, quero que esse meu abraço pra ela viaje infinitamente, por toda vida, por redes virtuais, ilimitadas e atemporais, para que ela o receba sempre e todas as vezes que quiser ou precisar. Quero que esse abraço enorme preso aqui, e ainda assim tão livre, seja um ponto de referência, a não deixar cair no esquecimento, essa amizade sem retorno, sem tamanho, que há de vagar no tempo indefinidamente. Se você não existisse, ainda assim eu não seria capaz de te inventar, minha amiga, porque minha imaginação sempre estaria muito aquém de sua linda pessoa. Feliz aniversário. Que Deus te proteja e que a gente se encontre.