Aqui onde a vida dobra a esquina, a gente se fala... e se refugia do desinteressante...
Porque tudo é uma questão de opção. Assim podemos ser cidadãos do mundo, carregando sóis gelados e luas coloridas. Podemos ter olhos para o bem estar alheio e estocar imensos pacotes de riso fresco. Não se iludir... mas fantasiar. Ser um sim dos momentos vagos, um enorme talvez das possibilidades. Enxergar tudo que gostamos e "passar batido" pelo que não apreciamos. Ser de empréstimo, de "por acaso", eternos olás de distribuição gratuíta ou pequenos adeuses restritos... Ser um moinho de vento. Até quem sabe, e por que não, o último biscoito do pacote?

22 de mai de 2009

O ONTEM DA PILAR



Pilar, essa espanhola, francesa, italiana. Ontem completou 17 anos...
Me lembro dela pequenina, como se fosse ontem... Presa no meu abraço possessivo e eu falando baixinho entre aqueles cachinhos todos: "você vai crescer e eu não vou ter enjoado do seu cheiro..." Que verdade!!!
Luz da minha vida, meu tormento e minha alegria... Plaina pela vida como um lindo veleiro em dia de bons ventos...
Tanta história pra contar, tanto riso, tanta memória bonita.
Uma alegria te saber minha filha.
Feliz aniversário, feliz vida feliz.